Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A bem da Nação

A GRAVATA

 

Gravata.jpg

 

Alto, penteado, sempre chiquemente vestido, usa umas gravatas vistosas e com um nó que também ele dá nas vistas.

 

Profissional de mérito, ganha a vida honestamente, chefia família cordata e vive confortavelmente. Faz-se transportar em carros que fazem lembrar os nós das suas gravatas.

 

Sim, já deu para perceber que tem o defeito da vaidade. Mas não só: gosta de ensinar os outros a viver mesmo que os putativos «alunos» não lho peçam nem sequer se ponham a jeito de lhe escutarem as lições.

 

Até que um baixote insignificante mas sem paciência para lhe aturar os ensinamentos, o interpelou com bonomia: - Diga-me cá, amigo, como é o mundo visto por cima dessa gravata?

 

O vaidoso não achou graça e a conversa morreu ali. Resta saber se a vaidade foi ou não substituída por alguma ponta de humildade. Tenho que perguntar a quem continua a aturá-lo.

 

Chefe índio 2.JPG

 Henrique Salles da Fonseca

 

 

PENTECOSTES É O TEMPO ALTO DA COMUNIDADE

 

pentecostes.jpg

 

Com o Pentecostes, o „quinquagésimo” dia depois da Páscoa, termina o tempo pascal, o tempo de Jesus; Pentecostes é o tempo do Espírito (do Ruah, que significa sopro, aragem, hálito divino), é o tempo da santa convocação em que a comunidade se reúne, em que a Igreja começou; a presença de Cristo é agora mística passando Ele a estar nela.

 

A experiência da igreja primitiva testemunha que quem recebe o Paráclito fica com a capacidade de falar línguas estrangeiras, isto é de incluir e compreender toda a humanidade no mistério do amor.

 

Segundo a fé-testemunho da Igreja, o Espírito santo é a terceira pessoa da Trindade - Deus-pai-filho e Espírito divino - a fórmula mística que engloba toda a realidade num processo relacional interpessoal. O Paráclito une as pessoas e tudo o que separa. As barreiras e as fronteiras da língua, da origem, das culturas, desaparecem, tudo se reúne em Deus.

 

Pentecostes é o tempo dos dons do espírito santo (1). Os actos dos Apóstolos descrevem-no como “Um rio de água viva, resplandecente como o cristal, saindo do trono de Deus e do Cordeiro (Ap 22,1). Desse espírito surge toda a criatividade.

 

Os dons do Espírito santo reconhecem-se nos seus frutos, nas acções (2) com se verifica em Gálatas 5, 22-23: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, autodomínio. Contra estas coisas não há lei.”

 

António Justo.jpg

António da Cunha Duarte Justo

  • (1) Os Dons do Espírito Santo são: Sabedoria (espírito do discernimento), Inteligência (entender o mundo na presença de Deus, uma espécie de intuição das verdades naturais e espirituais), Conselho (na entreajuda e no discernimento de atitudes e circunstâncias), Fortaleza (para encarar a vida de frente se se desviar das dificuldades), Ciência (ao nível intelectual, da vivência e da acção para ir interpretando e actuando num mundo em transformação), Piedade (o amor divino presente em nós através da misericórdia) e o Temor de Deus (o dom que nos leva a reconhecer no Outro o centro da nossa ipseidade, ele ensina-nos o respeito às pessoas e à natureza). Estes são os dons da comunidade chamada a realizar o corpo místico de cristo. Cf. I Coríntios 12, Romanos 12 e Efésios 4.
  • (2) Amor é o resumo da fé cristã: Deus é amor (1 Jo 4.8), amai-vos a vós e aos outros como eu vos amei; a Alegria vem da graça de viver bem na relação com o mundo em Deus); a Paz saboreia o aroma divino no mundo; a Longanimidade (Jo 8.10-11) conjuga a abertura e a ajuda, é tolerante e paciente, é própria da alma grande; a Benignidade é flexível (Jo 8.1-11) e honesta; a Bondade (Mc 11.15-18) aceita e empenha-se; a Fidelidade realiza-se no âmbito da fé e da esperança; a Mansidão é o calmante do corpo e do espírito na humildade do viver ; o Autodomínio dá-se nos pensamentos, palavras e paixões.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D