Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A bem da Nação

ASSIM VAMOS...

 

 

Ludwig Erhard.jpg

 

Um dos livros estaminais da minha formação política foi o «Wholstand für alle» de Ludwig Erhard cuja edição portuguesa – «Bem-estar para todos» – acabei por perder nas mudanças de casa que sempre acontecem ao longo da vida. Comecei a lê-lo no original alemão por empréstimo de uma biblioteca por onde ia passando mas rapidamente o troquei pela tradução portuguesa logo que ela apareceu. Passou-se isto nos finais do liceu e quando cheguei à Universidade já me deixava atrair pela democracia-cristã. De seguida, durante a Universidade e depois dela, li outras «coisas» e, sem envolvimento religioso, assentei mesmo praça na democracia-cristã.

 

Passaram-se uns anos até que, tropa feita e vida profissional começada, chegou o ano de 1974 e, com ele, o 25 de Abril que «apanhei» em Lourenço Marques pois gostara tanto de Moçambique que para lá tinha voltado já na disponibilidade militar.

 

Regressei a Lisboa no dia 10 de Agosto de 1974 já com Vasco Gonçalves a gesticular e a dizer coisas para mim quase incompreensíveis pois ele só falava em português depois de traduzir do soviético. Até que deixei de tentar percebê-lo e decidi que não podia ficar quieto.

 

E pus-me a observar os acontecimentos e a ouvir o que se ia dizendo... E não perdi muito tempo até dar por mim a pensar que as coisas deviam ser de uma certa maneira e, curiosamente, no dia seguinte a ouvir o CDS dizer o que eu tinha pensado. Quando se fazia ouvir, o PDC (Partido da Democracia Cristã) dizia coisas que não me soavam nem coincidiam com o que eu pensava. E assim foi que aderi ao CDS por convicção doutrinária e coincidência de opiniões estratégicas. Corriam os inícios de 1975.

 

Até hoje, passados que são 40 anos.

 

E assim vamos...

 

Abril de 2015

 

C-HSF-Mékong.jpg

Henrique Salles da Fonseca

SOLTAS

 

 

1.- Se alguém duvidava da capacidade, coragem e humildade deste Papa Francisco, mais duas “flores” do seu ramalhete:

- Corajoso, verdadeiro, frontal, simples como “as criancinhas” (de quem será o Reino dos Céus), foi o único que levantou a voz sobre o genocídio dos arménios, o que muito incomodou o senhor Erdogan. Erdogan que está louco para impor a sharia na Turquia e fazer parte da UE!

A Suíça, como há dias escrevi, meteu a viola no saco e não se atreveu a desagradar ao turco! Covardes.

- A TV5, de França, como todo o respeito e carinho, chamou-lhe “O Papa que chama duas vezes”! Porque ele telefonou para a madama dona Cristina da Argentina, ninguém atendeu o telefone (estranho?!) e deixou uma mensagem com a sua voz, dizendo que ligaria mais tarde!

O mesmo, no Natal, quando ligou para um convento de freiras. Não atenderam e ele, deixou um recado, depois de dizer quem falava, que as abençoava e ligaria, também mais tarde!

Que outro Grande Homem, se é que existe, faria isto, com tanta modéstia e naturalidade?

 

2.- Uma notícia mostrada hoje, dia 16/Abril, na CNN, informava que, naquele barco de onde caíram ao mar 400 emigrantes que pretendiam chegar à Europa, quinze muçulmanos atiraram ao mar uma porção de cristãos!

Meu Deus! “Onde estás?” como clamavam os judeus sob o nazismo! Que horrores o homem comete.

É este tipo de gente que se está a misturar e virá, em breve, a revolucionar a Europa.

Segundo Houellebecq, no seu livro “Submissão”, a covardia dos políticos e intelectuais franceses acaba por entregar, sem jihad, a França ao Islão e, quem sabe, à sharia.

 

3.- Omar al Bashir. Vai eleger-se pela “enésima” vez porque só votam os que estão do lado dele. Financia o terrorismo e finge que se prejudica com isso.

E de que vive o Sudão: primeiro pela invasão maciça de chineses que ali estão a construir caminhos-de-ferro, estradas, etc., e a comprar terras. Mais uma província da China.

E depois por ser o maior exportador mundial de goma arábica – aquilo que eu comprava em criança para me pentear! – que é um dos produtos bases da Coca-Cola!

Já se percebe porque razão porque os americanos olham para o lado e fingem que não sabem que o promotor-chefe do TPI (Tribunal Penal Internacional), Luis Moreno Ocampo, pediu a prisão do presidente sudanês, Omar al Bashir, por genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade em Darfur – onde mais de 300 mil pessoas morreram em cinco anos de conflito.

Se pegarem no pé do Bashirzinho... acaba a Coca-Cola!

 

4.- Grana. Du jamais vu! Haver tanta dinheirama a correr que agora os bancos, na Europa (onde?) estão a emprestar a juros negativos!

Deve ser a primeira vez na história da humanidade (se é que há humanidade no sentido ético de palavra) que tal acontece: “Eu empresto-te 1.000 e tu daqui a um ano pagas-me 990”!

Deve ser um paraíso a Europa, agora, porque no Brasil o juro do cartão de crédito está em cerca de 300% ao ano. Se eu ficar um ano a dever 10.000 ao tal cartãozinho, 365 dias depois a conta em débito será de 40.000. E depois? Nunca mais poderei pagar, como é evidente.

Será que a impressora de notas, no Brasil, emperrou, ou também a roubaram?

 

5.- Xiitas x sunitas. Como sabem a guerra entre eles começou logo após a morte do Profeta, quando todos quiseram herdar de Maomé a sua posição dominante. Talvez mais lógico, se é que há lógica no poder e na ganância, seria ficar o genro Ali e seus filhos, estes os únicos descendentes diretos de Maomé, mas a viúva e seu sogro Abu-Bakr, foram-se a Ali e filhos e não deixaram rasto! Portanto o “entendimento” entre eles vem desde o comecinho do Islão. E não se podem ver.

Até na Guiné-Bissau: Há uma semana, um porta-voz da juventude islâmica da Guiné-Bissau chamou a atenção para os "perigos da presença dos xiitas" no país. Em entrevista à RFI, o jurista guineense Fodé Mané, membro da comunidade muçulmana, minimizou as tensões entre sunitas e xiitas no país.

Mas onde a “coisa” está complicada é no Yemen. O mundo sunita a querer bater, diga-se eliminar, os xiitas, mas... e o Irão? Vai deixar? Os EUA que procuram um entendimento com o Irão e já não depende tanto dos sauditas vai meter-se no caldeirão?

O Mané Fodé é que sabe tudo... na Guiné.

 

6.- É exasperante a quantidade de notícias sobre pedofilia, ataques de doentes mentais a criancinhas, que acabam por matar depois de as estuprarem, como ontem, 16 de Abril, uma besta apocalíptica raptou uma garotinha de 9 anos, estuprou-a e depois estrangulou-a. Estas notícias provocam em mim uma revolta imensa.

O assassino tinha diversos antecedentes criminais, mas com a bondade das leis (leis?) e dos direitos humanos, estes casos vão continuar e continuar...

Há anos que circula na Internet uma curiosíssima sentença proferida em Outubro de 1833, pelo juiz de Sergipe, hoje um estado, cuja capital é Aracaju, sobre o cabra Manoel Duda que agrediu a mulher de Xico Bento para conxambrar com ela e fazer chumbregancias, coisas que só marido della competia conxambrar, porque casados pelo regime da Santa Igreja Cathólica Romana.

A sentença é magnífica:

CONDENO: O cabra Manoel Duda, pelo malefício que fez à mulher do Xico Bento, a ser CAPADO, capadura que deverá ser feita a MACETE.

Há muito que penso que esta seria uma solução para reduzir, e muito, os casos de estupros e pedofilia.

Castração, não química porque, além de ter que tomar hormónios femininos o resto da vida, custa caro e o pilantra foge, mas castração física. Com macete, rápido e eficiente, e ainda dói para eles verem o que é bom, ou então por extracção. Eu posso dar uma ajuda porque nos meus tempos de estudantes ajudei a capar muito bezerro!

Ah! Mas os direitos humanos! Ah! Mas a lei não permite amputações! Ah! Porque são todos uns frouxos!

Gostaria de ver os deputados a legislar sobre este assunto, se fossem filhos ou filhas ou esposas deles que tivessem sofrido tais bestialidades.

Criancinhas de 2 anos a serem estupradas e mortas e o assassino ficar andando por aí, ou sendo tratado com todo o carinho numa prisão até que um/uma psiquiatra diga que ele agora está bonzinho, normal?

 

7.- Pena morte, para estes casos? Isso já passou. Cerca do ano 660 o rei Recesvindo aboliu a pena de morte para delitos políticos na Hispânia visigótica. Deve ter sido o primeiro em todo o mundo. Já acabou em muito lado a pena de morte sobretudo para os políticos (infelizmente), mas um pouco do Código de Hamurabi para os outros: roubou, corta-lhe uma mão, é forte, mas nos casos de pedofilia e estupradores, o tal macete parece ser uma hipótese a considerar.

O que vos parece?

 

17/04/2015

 

Francisco Gomes de Amorim, Junho 2013, Lisboa.jpg

 Francisco Gomes de Amorim

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D