Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A bem da Nação

PORRADA A VISTA!

 

Manifestações no Brasil.jpg

 

“Promessa” de Guerra Civil

 

“Aux armes, les citoyens! Formez vos bataillons...” Aqui armas são proibidas para os indivíduos normais (anormais!) e batalhões... só nas marchas da maconha e dos homossexuais.

 

Lembro o que escrevi há já uns quantos anos: «um tal Stedile, o responsável pelo MST – Movimento dos Sem Terra – declarou numa entrevista, para que todo o Brasil tomasse conhecimento, que, quando ele desse ordem, em 24 horas teria na rua 200.000 homens armados.

 

Mais tarde este irresponsável voltou a afirmar que se a madama dilminha perdesse as eleições provocaria o caos no Brasil.

 

Agora a declaração de guerra está por um fio, e as Forças Armadas do Brasil – o exército de Brancaleone – nas mãos do governo ou nas espreguiçadeiras dos bravos e aposentados “velhos do Restelo”, de mãos amarradas.

 

Sexa o ex-actual presidente, p. da vida com a presidentona, e com o estrondoso escândalo da Petrobrás, que envolve directamente os dois presidentes do pt e mais a sua canalha, declarou que “os inimigos querem derrotar-nos, mas nós sabemos muito bem lutar. E ainda temos o Stédile.”

 

O Stedile é o presidentão do MST, e em resposta ao luis inácio stalin lula já confirmou que daqui a dias vai sair com a sua tropa toda e “pintar o diabo”!

 

Como é de esperar, as Forças Armadas – ou desarmadas? – não vão mexer uma palha. Estão a cubanizar e/ou venezuelar o país, e não se antevê qualquer movimento que se lhes oponha!

 

Grave. Muito grave

 

O escândalo da corrupção da Petrobrás, mais empresas associadas, atinge já, e ainda não se sabe tudo, cerca de R$ 300.000.000.000 de Reais, ou cem bilhões de Euros. A maioria para financiar as campanhas dos pts, distribuir pelos apaniguados, lulinha incluído. Todos metidos no lamaçal até acima do cabelo. Pelo meio, ministros e dirigentes do pt procuram denegrir os procuradores de justiça, torpedear as investigações, e até denunciar o governo de FH, que terminou em 2002.

 

Acuados, os bandidos vão vender cara a vida.

 

(Aproveito para mais uma vez parabenizar a Universidade de Coimbra por ter dado o título de “Doutor Honoris Causa” a um indivíduo que já se sabia ser um traste!)

 

Entretanto o PIB de 2014 ficou gloriosamente num “aumento” de – 0,4%, i. e, negativo.

 

A previsão para 2015 é que fique novamente negativo em 1,5%. A conferir.

O Deficit Primário em R$ 37 bilhões.

 

A Dívida Pública atinge 36,7% do PIB. A Dívida Bruta 65,2% em 2015 segundo as melhores previsões.

 

O Real já desvalorizou uns 33%.

 

O desgoverno promete que até ao fim do ano o custo da energia eléctrica vai subir 70%!

 

A inflação no Rio ultrapassou os 9%. (E os Correios do Rio parece que paralisaram! Encomendei um livro em São Paulo para entregar à minha filha que lá mora e demorou um dia. Aqui, há quase três semanas que dois livros não me chegam!)

 

Há dias um digníssimo juiz mandou confiscar os bens de um vigarista. Entre esses bens um Maserati, Porshes especiais, etc. Mandou que os guardassem na garagem do prédio dele, para não ficarem “à toa” nos pátios da Polícia Federal. O digníssimo foi logo flagrado a passear-se num dos carros do ex-milionário!

 

Viram? Ele não devia querer que os valiosos carros enferrujassem na garagem! E fez mais: como deve gostar muito de música levou o piana do dito ex-milionário para o salão do prédio onde vive. Viva a justiça.

 

Uma escola de samba, neste Carnaval, foi patrocinada por outro bandido: Teodoro Obiang Nguema, o crápula dono da Guiné equatorial, amigo dos peitos do pt stalin lula. Deu dez milhões de dólares, veio o filhinho, com processos em todo o mundo por ladroagem, mais uma comitiva de quarenta convidados, e ainda foram recebidos com honras!

 

Manuel Bandeira queria “ir embora para Pasárgada, lá era amigo do rei!”

 

Se eu pudesse escolher, agora, iria para a Grécia.

 

Estão na pior. Mas têm cultura e querem sair do buraco.

 

Aqui são um bando de analfabetos, corruptos, querem destruir o país e são de uma invulgar incultura.

 

25/02/2015

 

Francisco Gomes de Amorim na Antártida.jpg Francisco Gomes de Amorim

Pág. 9/9

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D