Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

Basta de correrias. Viva seu tempo

 
 
Era isso que a maioria das pessoas das grandes cidades gostaria de fazer. No entanto elas ocupam todo o tempo em rotinas intermináveis para ganhar a vida, que esquecem de viver. “Ganharás o pão com o suor do teu rosto”, profetizou Deus a Adão e Eva.
 
 O trabalho deve ser não só um meio de ganhar a vida, mas também o prazer de realizar ou fazer alguma coisa que nos preencha, que nos torne útil, que nos faça crescer. Deve dar margem a que se tenha outras experiências, não deve ser obsessivo nem totalmente absorvente. Deve dar espaço para ser companheiro(a), amigo(a), pai, marido. Deve dar tempo para se estar só, consigo mesmo, para se poder meditar e avaliar sobre o sentido da vida.
 
Num mundo que não dá tréguas para a lentidão ou cadência é preciso saber fazer escolhas, ter prioridades, administrar e aproveitar sabiamente o tempo. Quantos não sonham em sair desse turbilhão das grandes urbes para cidades pequenas e pacatas, mesmo ganhando menos, à procura de qualidade de vida? Muitos com certeza. Motiva-os viver melhor. Poder levantar pela manhã, sem o ruído ensurdecedor do trânsito, abrir a janela e apreciar a natureza, tomar café devagar com as crianças, levá-las no fim de semana a passeios, almoçar em família, vê-las crescer.
Quem não gostaria de ir pescar com seus filhos no meio de um riacho, conversar com eles, na varanda, em noites encaloradas, sob a luz do luar? Cavalgar pelos campos, fazer caminhadas nas trilhas das matas, tomar banho de cachoeira?  É lá, no interior, que ainda se pode rir com as travessuras dos mais novos e se arrepiar com as estórias das almas penadas, contadas pelos mais velhos em volta de uma fogueira. Celebrar juntos as datas festivas como desculpa para mais um encontro daqueles que amamos, para lhes roubar mais um pouco da sua companhia. São momentos de disponibilidade e de trocas de vivências que marcam para relembrar no ocaso da vida.
 
 Parar de correr, respirar bem, encher a vista com a beleza da natureza, ouvir os ruídos do dia, saborear o frescor da água, apreciar o trivial, poder “curtir”aqueles que nos cercam, é verificar que a verdadeira felicidade está ao alcance de todos, pois ela está na simplicidade e no essencial.
 
Talvez a idade nos ensine a viver melhor. Sem pressa, com sabedoria, se programando, dando margem aos imprevistos, guardando pra si o máximo do seu tempo, que corre como a areia, ligeira, entre os dedos.
 
Maria Eduarda Fagundes
07/08/07

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D