Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

LÁGRIMAS DO BRASIL

NHEMBOÇARAITABA
 
Apertem os cintos, o piloto sumiu!Apertem os cintos, o governo sumiu! A nossa aviação está num interminável caos, indescritível, mas o filme a que estamos a assistir tem um título ligeiramente diferente:
Num país onde se proíbe, por decreto, o trânsito em estrada federal entre as 15 horas e as 06 da manhã, para que a circulação dos carros não perturbe o soninho descansado de uns quantos índios na Amazônia, tudo pode acontecer, desde assistir-se ao crescer do movimento de passageiros em aviões na ordem de 40% em três anos, com redução de investimento nas indispensáveis infra-estruturas aeroviárias em mais de 20%, até ao silêncio dos responsáveis perante catástrofes nacionais.
Foram mais de duzentos os que morreram para que as tais “autoridades” tomassem consciência (tomaram?) de que algo estaria muito errado, mas sem que um, unzinho só, enfiasse a cara na tv e viesse dar uma pequena satisfação ao luto nacional.
Em França dois dias depois, um autocarro, polonês, despenca numa estrada, mata vinte seis poloneses e nem duas horas se tinham passado já estavam no local do acidente o primeiro ministro e o ministro dos transportes, e logo a seguir o próprio presidente da república vai de Paris ao sul de França visitar os feridos, estrangeiros, hospitalizados. Meu Deus! Quanta diferença. E quanta indiferença.
O nosso big líder depois da triste figura que fez ao abandonar o Maracanã depois de ser vaiado no dia da abertura dos Jogos Pan-Americanos, já avisou que não vem ao seu encerramento. Desta vez não seria vaiado. Talvez trucidado, se as 90.000 elites (as mesmas que foram à abertura! Êta paísinho rico de elites!) ali estivessem presentes. Se não fossem as mesmas, outras o fariam, de certeza, perante o descaso e o abandono a que a população se vê votada.
Disse um dia (1755) o sr. Rousseau, o Jean Jacques ...é manifestamente contra a lei da natureza que um imbecil conduza um homem sábio, ou que um punhado de pessoas nade no supérfluo, enquanto à multidão esfomeada falta o necessário.
Falta justiça, falta interesse político, falta dignidade, falta sobretudo vergonha na cara daqueles que se alcandoraram, mercê da ignorância do voto universal, à condução de uma nação.
Foi vaiado o big líder. As vaias eram para todo o conjunto de pessoas que nadam no supérfluo, e ainda se permitem fazer gestos obscenos em vez de vestir o luto que o país sofria.
Vingaram-se das vaias zombando do sofrimento.
Como estarão a esta hora dizendo os índios: NHEMBOÇARAITABA.Escárnio. Zombaria.O tal punhado que nada no supérfluo, ainda zomba, escarnece, da dor e da passividade do brasileiro que trabalha cinco meses só para pagar a vagabundice dos (anti)dirigentes.
O presidente Sarkozy foi visitar os acidentados e apresentar a dor do povo francês perante a morte de vinte e seis turistas poloneses.
Ah! De Gaulle! O que você, mesmo debaixo da terra, acha disto?
Falta educação e cultura, né? Pois é.
 
Rio de Janeiro, Julho de 2007
 
Francisco Gomes de Amorim

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D