Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

LÁGRIMAS DO BRASIL

 

 

VAVÁ, OS LAMBARIS, O STJ e... “NÓIS”

 

 

Eu quisera que ninguém no Estado pudesse dizer-se acima da lei... de facto, se neste se encontra um só homem que não esteja submetido à lei, todos os outros ficam necessariamente à discrição deste último.

 

Palavras dum “cara” que nasceu em 1712 e se chamou Jean Jacques Rousseau! Olhem a premonição do sujeito há 300 anos!

 

Pois por aqui essa de lei é só para alguns. Agora o STJ – Supremo – Supremo, hein?! Tribunal de Justiça (?) resolveu (eles e o congresso resolvem o que querem... para eles) que os componentes da camarilha que se encontra lá no alto da mamata, não ficam mais sujeitos à lei de Improbidade Administrativa, de 1992, que diz que se fossem julgados (e condenados!...), na primeira instância, perderiam os direitos políticos por oito anos e seriam obrigados a ressarcir os cofres públicos e as empresas envolvidas proibidas de participar em novas licitações públicas. Bom, a lei até que nem estava mal feita, mas ninguém se recorda de ter visto alguém ser condenado! Lei bonita e inócua, que ao ser decretada não revogou as anteriores!

 Mas agora melhorou. Muito. Voltou-se a uma lei de 1950, Crime de Responsabilidade (Crime? Boa piada!). Com isto, os gangsters envolvidos em escândalos, aquela turma lá do alto só ficará cinco anos fora de cargos no governo e não é obrigada a ressarcir coisa alguma! MARAVILHA! Os casos nem vão a tribunal. Resolvem-se “lá dentro”. Nada como o corporativismo. O espírito de corpo... parece que não de porco!

Progresso é isto. Regressa-se a leis de há mais de meio século para safar a turma do Ali Bábá, mas renasce a esperança de vermos implantar-se a lei de Talião ou o Código de Hamurabi! Como neste último se cortava a mão do ladrão... haja faca! O prato nacional sairia do chispe de porco para chispe de nojento!

Entretanto o Vavá, uma espécie de irmão do grande líder, não aguentou sem meter a mão na massa. Humilde, cobrava pouco: dois ou três mil reais para ter uma conversinha com o pessoal lá do alto e... ninguém sabe bem se isso resultava.

O irmão chamou-o de lambari*, dizendo que a polícia andava a querer apanhar peixões! O póbrema é que tudo que vem à rede é peixe!

Nada não, mérmão! Ninguém come pêxi! Aqui, onde a terra não acaba e o mar dos peixões não tem fim, o prato favorito é pizza! PIZZA.

E nóis? Chorar ou dançar ao som de Ravel por uma criança defunta? Para quê? A corporação rouba e segue!

 

 

*Lambari – ou piaba. Peixe pequeno da família dos caracídeos, com dentes incisivos e brilhantes. Há cerca de 150 espécies, entre eles, o “piquira”, o “canivete” e o “bocarra” os que mais se adaptam à corja política. Em vez de pertencer à família dos caracídeos o congresso vai propor que entrem para a corporação dos cara-de-pau-cídeos!

 

 

Rio de Janeiro, 16 de Junho de 2007

 

Francisco Gomes de Amorim

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D