Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

18 DE DEZEMBRO DE 1961

 

Efeméride negativa correspondente à invasão indiana do que restava do Estado Português da Índia – Goa, Damão e Diu.

* * *

Quando em 1498 Vasco da Gama chegou à Índia aportando a Calecute, fez inimizade com o Rei dessa cidade e amizade com o de Cochim que lhe pediu ajuda contra o seu inimigo tradicional, precisamente Calecute. Passados quase cinco séculos, o Ministro da Defesa da Índia, Krishna Ménon, natural de Calecute, ordenou a aniquilação do Estado Português da Índia. Tudo se consumou num fim de semana: 18 de Dezembro de 1961, Sábado, assistiu à invasão sem poder oferecer resistência significativa pois as armas que poderiam ter tido algum desempenho defensivo tinham sido «estrategicamente» retiradas de Goa (e talvez também de Damão e de Diu) por ordem de um já então poderoso militar português chamado Francisco da Costa Gomes. Assim se começou a cumprir a vontade de Moscovo e Calecute se sentiu finalmente vingada. Depois de uma humilhante detenção dos militares portugueses seguida de evacuação ainda mais humilhante, foi a vez de dar início à opressão da Nação Goesa e à tentativa de aniquilação da Cultura Indo-Portuguesa.

Mas…

… passados quase tantos anos quantos aqueles que os portugueses demoraram para escorraçar os reis castelhanos, em Goa desperta agora o orgulho da própria Nação, em Cochim o túmulo (vazio) de Vasco da Gama continua a ser alvo de romagem popular e o Hino Nacional de Portugal foi traduzido para concanim.

 

A Portuguesa – ‘Heróis do Mar’

(Versão breve do Hino Nacional de Portugal,

tal como se canta ou toca para qualquer solenidade.)

 

Heróis do mar, nobre povo,

Nação valente, immortal,

Levantai hoje de novo

O esplendor de Portugal!

Entre as brumas da memória,

Ó Pátria, sente-se a voz

Dos teus egrégios avós,

Que há-de guiar-te à vitória!

 

Às armas, às armas!

Sobre a terra, sobre o mar,

Às armas, às armas!

Pela Pátria lutar!

Contra os canhões,

marchar, marchar!

--------------------------------------

 

 

Tradução em konkânní clássico (ânthruzhí) por

Ave Cleto Afonso, Goa.

 

समुद्र वीर

समुद्र वीर, म्हान जन’गण,

धिरिश्ट राष्त्र अमर,

आयज परतून एकदां ऊंच करा

पोर्तुगालची महिमा !

आठवणेच्या धुक्यांत्लयान,

ए पितृदेश, आवाज येता

तुजया श्रेश्ठ पुर्वजांचो,

जो तुका जैताक पावोयतोलो.

 

शस्त्रां सयत, शस्त्रां सयत !

जमनी वयर, दरया वयर,

शस्त्रां सयत, शस्त्रां सयत !

देशा खातीर लडूंक !

तोफां विरूददः,

तेज चलूंक, तेज जलूंक !

------------------------------------------------------

 

Transliteração em alfabeto Romano (segundo Novo Protocolo),

da versão em kônkânní clássico:

 

Sâmudrâ vír

Sâmudrâ vír, mâhan jân’gânn,

Dhirishtt rashtrâ âmâr,

Ayz pârtún êkdam únchâ kâra

Portugalchí mâhima!

Atthvânnêchya dhukyantlean,

Êh Pitrúdêsh, avaz yeta

Tujya shrêshtth purvâjancho,

Jo tuka jâitak pavôytolo.

 

Shastram sâyt, shastram sâyt!

jâm’ní vâyr, dârya vâyr,

Shastram sâyt, shastram sâyt!

Dêsha khatir lâddúnk!

Tôphâm virúdh,

têj châlúnk, têj châlúnk!

----------------------------------------------

 

Tradução no saxttí konkânní, no alfabeto Romano (Novo Protocolo)

por Ave Cleto Afonso, Goa.

 

Sômdirantle vír

Sômdirantle vír, vhôdd lôk,

Kalljidar dês ômor,

Aiz pôrtun êk pavtt vôir kaddat

Portugalcho porzoll!

Ugddasachea dhunvrantlean,

Arê Paidês, tallo aikunk ieta

Tujea nam’nnêchea purvozancho,

Zo tuka zôitak pavôitolo.

 

Armam dhôr, armam dhôr!

Zôm’ni vôir, dôria vôir,

Armam dhôr, armam dhôr!

Desa pasot zhuzpak!

Nôlliam add,

têz cholpak, têz cholpak!

--------------------------------------------

 

Tradução em inglês (tal como na internet).

 

Heroes of the sea

Heroes of the sea, noble people,

Valiant and immortal nation,

Raise once again today

The splendour of Portugal!

Through the haze of memory,

Oh Fatherland, one feels the voice

Of your distinguished forefathers,

That shall lead you on to victory!

 

To arms, to arms!

Over land, over sea,

To arms, to arms!

To fight for the Fatherland!

Against the cannons,

to march on, to march on!

--------------------------------------------

Dezembro de 2020Em tempo: efeméride negativa não se celebra mas assina

Henrique Salles da Fonseca

 

Em tempo: efeméride negativa não se celebra mas refere-se fora da data

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D