Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

CRÓNICAS DO BRASIL

A BAGUNÇOCRACIA – 1

Está difícil comentar a vida político-social desta terra. Falar em crimes, como homicídios, assaltos a pedestres, residências, bancos, automobilistas e outros similares, é redundância. Assassinatos de policiais, mais ainda. Revoltas nas cadeias, idem. Mas agora, para amenizar a situação, o nosso grande líder decidiu dar um prémio às famílias dos menores infractores!!! Uma mensalidade, tipo Bolsa Família, já apelidada de Bolsa Crime. O de menor assalta, rouba ou mata, tanto faz que para ele é igual e o estado (de sítio) passa a dar aos familiares uma espécie de salário mensal para combater a pobreza.

Em vez de dar antes de cometerem crimes e aos que se comportam, Deus sabe com que sacrifício e pressões contrárias, humanamente, provendo a sua educação e integração no mercado de trabalho, premeia assim e parece até estimular o banditismo.

Mas isto está muito bom. O glorioso governo, ao fim de quatro meses de REeleito o tal líder, ainda não está formado; apontam-se ministros com diversos processos-crime a correr nos tribunais e a briga pelos lugares chaves não acaba. E o governo... não governa. Aliás, quanto mais tempo ficar nesta inércia, melhor para o Brasil. Menos asneiras se fazem.

"A orgia e a peste" - Hieronymus Bosch (1450-1516)

Pelos vistos, no Brasil o crime vai passar a compensar

O Estado burocrático e corrupto cresce e o dinheiro não chega para tapar a buraqueira da máquina (des)administrativa, de modo que nada sobra para o tal desenvolvimento que foi anunciado como a grande esperança do crescimento.

Agora o minino Bush veio acenar com a possibilidade da compra de etanol ao maior produtor do mundo e há no ar uma espécie de esperança desesperançosa, uma vez que jamais os EUA irão querer depender do Brasil. Preferem invadir um outro Iraque qualquer se necessitarem de mais petróleo do que vergar-se à eficiência (?) dos latinos, que eles, cronicamente, odeiam. E os usineiros, grandes plantadores de cana, vistos até agora como latifundiários, reaccionários, extrema direita, esclavagistas e outros simpáticos ápodos, viraram os heróis do Brasil!

E o país corre atrás de investidores, venham eles da China ou da Coreia, para se produzir ainda mais etanol, porque a prata da casa mal chega para pagar a buRRocracia corrupta.

Mas como isto vai muito bem, obrigado, entretanto um vereador do Rio de Janeiro, depois de condenado em tribunal por orgias com menores... voltou a ocupar a sua cadeira na Assembleia Municipal.

Não perguntem se o Carnaval ainda não acabou. Ninguém saberia responder.

Rio de Janeiro, 20 de Março de 2007

Francisco Gomes de Amorim

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D