Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

CRÓNICAS DO BRASIL

A BAGUNÇOCRACIA – 1

Está difícil comentar a vida político-social desta terra. Falar em crimes, como homicídios, assaltos a pedestres, residências, bancos, automobilistas e outros similares, é redundância. Assassinatos de policiais, mais ainda. Revoltas nas cadeias, idem. Mas agora, para amenizar a situação, o nosso grande líder decidiu dar um prémio às famílias dos menores infractores!!! Uma mensalidade, tipo Bolsa Família, já apelidada de Bolsa Crime. O de menor assalta, rouba ou mata, tanto faz que para ele é igual e o estado (de sítio) passa a dar aos familiares uma espécie de salário mensal para combater a pobreza.

Em vez de dar antes de cometerem crimes e aos que se comportam, Deus sabe com que sacrifício e pressões contrárias, humanamente, provendo a sua educação e integração no mercado de trabalho, premeia assim e parece até estimular o banditismo.

Mas isto está muito bom. O glorioso governo, ao fim de quatro meses de REeleito o tal líder, ainda não está formado; apontam-se ministros com diversos processos-crime a correr nos tribunais e a briga pelos lugares chaves não acaba. E o governo... não governa. Aliás, quanto mais tempo ficar nesta inércia, melhor para o Brasil. Menos asneiras se fazem.

"A orgia e a peste" - Hieronymus Bosch (1450-1516)

Pelos vistos, no Brasil o crime vai passar a compensar

O Estado burocrático e corrupto cresce e o dinheiro não chega para tapar a buraqueira da máquina (des)administrativa, de modo que nada sobra para o tal desenvolvimento que foi anunciado como a grande esperança do crescimento.

Agora o minino Bush veio acenar com a possibilidade da compra de etanol ao maior produtor do mundo e há no ar uma espécie de esperança desesperançosa, uma vez que jamais os EUA irão querer depender do Brasil. Preferem invadir um outro Iraque qualquer se necessitarem de mais petróleo do que vergar-se à eficiência (?) dos latinos, que eles, cronicamente, odeiam. E os usineiros, grandes plantadores de cana, vistos até agora como latifundiários, reaccionários, extrema direita, esclavagistas e outros simpáticos ápodos, viraram os heróis do Brasil!

E o país corre atrás de investidores, venham eles da China ou da Coreia, para se produzir ainda mais etanol, porque a prata da casa mal chega para pagar a buRRocracia corrupta.

Mas como isto vai muito bem, obrigado, entretanto um vereador do Rio de Janeiro, depois de condenado em tribunal por orgias com menores... voltou a ocupar a sua cadeira na Assembleia Municipal.

Não perguntem se o Carnaval ainda não acabou. Ninguém saberia responder.

Rio de Janeiro, 20 de Março de 2007

Francisco Gomes de Amorim

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D