Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

CRÓNICAS DO BRASIL

O PAÍS EM CRISE MORAL

 

O planeta Terra está mudando muito rapidamente. É a natureza, é a história geopolítica, é o Homem em transformação.  E isso é visível no Brasil que, além das alterações drásticas e violentas do meio ambiente,  passa por uma crise moral.

É de assustar as mudanças comportamentais do brasileiro nestes últimos anos. Em meio século a população mais que duplicou. E esse aumento se deu de uma forma desarmoniosa e equivocada. Para aqueles que o conheceram em épocas passadas é mais perceptível essa mudança. O país cresceu, de uma forma desarmoniosa, em número de habitantes, em pobreza, em desigualdade sócio-cultural. Nas décadas de 50 e 60 a população era bem menor, mas era mais cultivada e tinha valores morais firmados. Humildade poderia ser sinónimo de pobreza material, mas havia nela dignidade.

Em recente entrevista a destacada revista da mídia brasileira, um famoso escritor de novelas, sexagenário (Sílvio de Abreu), declarou-se chocado com a modificação dos valores morais do brasileiro, demonstrada em pesquisa junto à população, no curto período de cinco anos. Disse:

“...esse encontro com o público me fez pensar que a moral do país está em frangalhos.... “. “Uma parcela das espectadoras já não valoriza tanto a rectidão de carácter, para elas o fazer o que for necessário para se realizar na vida é o certo”. “...O nível intelectual do brasileiro está abaixo do que era nas décadas de 60 e 70, porque as escolas são piores e o estudo não é valorizado. O valor não é mais fazer o que é dignificante. As pessoas querem subir na vida e dane-se o resto”.

   Sílvio Eduardo de Abreu (São Paulo, 20 de Dezembro de 1942), é actor e autor de telenovelas

É triste ver essa gradativa decadência moral de um povo que viu os seus sagrados direitos de segurança, saúde, trabalho e educação serem desrespeitados por governos despreparados e corruptos. As pessoas tornaram-se desiludidas com tanta impunidade e se insensibilizaram de tanto verem o mal prevalecer. Hoje o povo brasileiro nada sabe, nada ouve e nada vê, mas  se identifica com o nosso digno representante e presidente, quando ele diz ”o importante é vencer”.   O esforço, o trabalho sério e o estudo aprofundado são valores para alguns velhos, “trouxas”e lunáticos, que ainda acreditam que o homem vale pelo seu carácter e pelo respeito que inspiram no seu semelhante. 

Uberaba, Dezembro de 2006

Maria Eduarda Fagundes

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D