Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

“CADA UM É SEUS CAMINHOS”

 

Já tinha dado pelo excesso de emoção à volta da questão da Irlanda e da sua libertação dos dinheiros da Troika, até mesmo na questão do programa cautelar, de que ela prescinde, coisa que o nosso Governo também promete para 2014, mas sempre na dúvida, no que recebe o apoio da nossa Oposição nas suas acções de extremo impacto, como greves, invasão de escadas, gritaria e estardalhaço, embora sem pedras de estilhaço ainda. Porque a verdade é que a Oposição não entra em crenças dessas, convicta dos seus intuitos de destruição do Governo e do País por via vária de contestação em que a acusação impera.

 

Mas gabam muito a Irlanda e o seu Governo, excluindo, todavia, a colaboração do povo e outros elementos partidários irlandeses para ajudar o seu Governo a resolver os problemas de endividamento, sacrificando-se, com os mesmos cortes nas despesas, e até superiores aos de cá, mas com rendimento superior, proveniente do seu trabalho.

 

O texto de João Miguel Tavares, “Por um Portugal à Irlandesa é eloquente nos dados que aponta, sobre o lá e o cá. Mas não resolve o problema cá, que a gritaria e as greves continuam em grande afinco, e ninguém recua nisso nem faz exame de consciência porque somos refractários a leituras e o texto de João M. Tavares não é sequer lido, ou é ostensivamente ignorado. Felizmente, ontem verifiquei – há anos que não ia ao Continente de Cascais – verifiquei que as mesas de almoço estavam preenchidas por grupos abrangendo famílias – felizmente, pois, continuamos a bem comer e beber. Eu própria lá comi e não deixei de procurar a sobremesa nas gostosuras do “Amor aos pedaços”, das minhas lembranças de anos precedentes. Nem a questão dos afogamentos e fomes nas Filipinas e zonas afins me fez solidarizar-me com esses sofrimentos do mundo, o estômago reclamando alto os seus direitos de amor, aos pedaços que fosse. O bem-estar geral tudo mergulhou sobre os apelos do meu egoísmo. Quero confiar no Governo, que aliás, vai mexendo no meu bolso para se livrar da Troika.

 

 

Quanto à questão que João Miguel Tavares põe sobre diferenças estruturais entre portugueses e irlandeses, direi com António Gedeão

 

Inútil seguir vizinhos.

Querer ser depois ou ser antes

Cada um é seus caminhos

Onde Sancho vê moinhos

D. Quixote vê gigantes.

 

Deixemos os caminhos dos gigantes aos gigantes, a nossa medida é outra. Pelo menos agora.

 

 Berta Brás

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D