Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

A EUROPA CONCORDA COM SALAZAR

 

 

Salazar, talvez por ter visto o que foi o parlamentarismo português nos 16 anos após a implantação da República, que levou o país a uma situação quase tão má como a que vivemos em 2013, decidiu que a Assembleia Nacional não deveria ser um poder legislativo independente do executivo, mas apenas um areópago para aprovar o que o Governo decidisse. Cometeu o ''erro'' de deixar qualquer cidadão candidatar-se a deputado e viu-se “obrigado” a pôr variados entraves às  eleições, não fosse o caso de irem para a Assembleia Nacional alguns deputados ''inconvenientes''.

 

Os que fizeram a actual Constituição tiveram o cuidado de evitar esse risco e, pura e simplesmente, proibiram os cidadãos de se candidatarem e só os autorizam a 
votar nas listas (com ordem fixa e imutável!) elaboradas, tão ditatorialmente como as da antiga União Nacional, pelas chefias dos partidos, os actuais ditadores. E, assim, há a certeza de que não estará na Assembleia da República qualquer deputado ''inconveniente''. Com essa garantia, pode deixar-se o povo protestar à vontade. As pessoas vão para casa satisfeitas porque puderam protestar e, por essa razão, pensam que estão em democracia. A outra é que era ditadura, que nem as deixava protestar!

A Europa pretende que o parlamento - o antigamente ''legislativo'' - seja apenas um carimbo para dizer ''Aprovado'' a tudo o que o governo desejar. (Ver “Onde está o Legislativo?”, Público de 20 de Agosto de 2013).

 

Como nos outros países da Europa os cidadãos  ainda têm eleições mais ou menos livres - Portugal está mais “adiantado”... - quando Merkel ganhou as eleições sem o seu partido ter maioria absoluta, vinha nos jornais a pergunta ''com quem ela irá governar?'' Na Europa, se o governo não tem o parlamento ás suas ordens, considera-se que o país é ''ingovernável''. Era essa, precisamente, a opinião de Salazar.

Miguel Mota

 

Publicado no Público de 1 de Novembro de 2013, com o título alterado para “A Europa e Salazar”

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D