Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

SABER VER, SABER PENSAR

 

 

31 Frases incompletas

 

O essencial é saber ver

Saber ver sem estar a pensar,

Saber ver quando se vê,

E nem pensar quando se vê

Nem ver quando se pensa.


"O Guardador de Rebanhos"

Alberto Caeiro*

 

 

 

1. Dentro da biodiversidade, a espécie dinos sáuria foi protegida no parque jurássico…

 

2. Odino sáurio passa, agora, e sem sombra de dúvida, a ser, constitucionalmente, uma espécie protegida…

 

3. A chefia da res publica do jurássico é a única eleição que respeita o princípio demo crático de que qualquer eleitor pode candidatar-se a chefe, respeitando, também, o princípio res publicano, em que a durabilidade da chefia não pode prorrogar-se por tempo indeterminado, atendendo ao conceito de serviço público que lhe está subjacente…

 

4. Conclui-se que res publicanos e demo cratas são espécies jurássicas diferentes e divergentes…

 

5. Ser-se res publicano é uma coisa, ser-se demo crata é outra…

 

6. De um autor anónimo pode ler-se: "o rebanho é um só, as ovelhas é que são diferentes…"

 

7. Os juízes constitucionais foram inventados pelos constituintes para satisfazer os partidos jurássicos e esconder as mentes ditatoriais dos seus chefes, para alinhar nas suas prepotências, disfarçando-se, assim, a dita dura em demo cracia

 

8. Quando estes, os ditos juízes escolhidos, pulam a cerca do redil das conveniências dos interesses instalados e das vontades que protegem esses interesses, os juízes são atacados pela falta de bom senso nas interpretações inconvenientes dos seus acórdãos…

 

9. As mentalidades jurássicas estão corrompidas, por existir um problema de distribuição não equitativa do poder…

 

10. A corrupção do ideário que defendemos como sociedade, é o paradigma de um comportamento fora das regras institucionais dessa sociedade e considerado civilmente ilegal…

 

11. A corrupção é um abuso perpetrado fora desse sistema institucional, mas, se realizada em organização reconhecida, deixa de ser corrupção. Basta ser aprovada em Lei!…

 

12. Conforme já foi escrito por inúmeros articulistas, a demo cracia é um sistema, pretensamente, livre e que se baseia em eleições livres…

 

13. No regime jurássico não há eleições livres porque os eleitores não se podem candidatar livremente e quem elege, elege nomes em listas escolhidas por meia dúzia de jurássicos acantonados no poder partidário…

 

14. O parque jurássico teve durante uns quarenta e oito anos um só que punha e dispunha a seu belo prazer, sem dar justificações ao rebanho, agora são muitos e consideram as explicações, um incómodo e demonstram claramente ao rebanho que não gostam de ser incomodados…

 

15. Em conclusão: É o rebanho que paga tudo isto, inclusive, o salario e as mordomias dos incomodados…

 

16. Conclua-se, ainda, que a partido cracia substituiu a demo cracia, passando o jurássico a um regime de dita dura perpetrado por meia dúzia de classes dominantes monarquizadas** e partidarizadas…

 

17. O Karl Marx deve bater palmas lá no esquife onde descansa…

 

18. Constanta que as suas teorias, ainda hoje, sobrevivem…

 

19. Os partidos debatem, entre si, assuntos que lhes interessam só a eles, ficando o rebanho de bom-serás impassível, a assistir a birras e a jogos de poder e a cores, em conformidade com o ideário mais à esquerda ou mais à direita dos galos que, na altura, estão no poleiro…

 

20. A Mater Legis tem um ideário marcadamente esquerdista, queixam-se os conservadores da direita, mas, não se mexem…

 

21. A gritaria inconformista é só fogo-de-artifício para entreter o rebanho…

 

22. Os da esquerda, também, são conservadores, isto é, agarram-se, com fervor, à conservação dos seus interesses…

 

23. A gritaria em defesa do povo trabalhador é, também, só fogo-de-artifício, não vá o diabo tecê-las…

 

24. Daí, que as guerras entre a direita e a esquerda sejam guerras de alecrim e manjerona virtuais…

 

25. É que, em matéria de flores, os cravos do Abril de setenta e quatro já secaram há muito, por terem sido regados com água inquinada…

 

26. Daí, que para manter o status quo vigente, não haja interesse em alterar a Mater Legis da Res publica, lixando o rebanho…

 

27. O parque jurássico, segundo as estatistas, saiu da recessão, mas como, se a receita caseira continua a ser a mesma?...

 

28. Sabem que as estatísticas são um argumento poderoso para provar a eficácia das medidas aplicadas? Até dizem que há organizações que deixam atrasar os processos mais antigos e dão prioridade aos processos mais recentes, tudo em nome das todas-poderosas estatísticas…

 

29. Um opinion maker, a quem se pediu para definir a classe política do jurássico, usou as seguintes expressões: "altiva; arrogante; enfatuada; imodesta; jactanciosa; orgulhosa; pedante; presumida; presunçosa; pretensiosa e vaidosa."...

 

30. E disse mais, que ao usar o dinheiro do rebanho, justificam sempre esse uso com uma causa muito nobre. Praticam, por conseguinte, o bem do sofisma…

 

31. Mas, finalizando, o essencial é sabermos ver com clareza, pensar com inteligência, concluir com objectividade, votar com consciência e esperar, pacientemente, que isto algum dia tenha alguma solução, antes que se dê um inesperado trinta e um qualquer! Digo eu…

 

*Heterónimo de Fernando Pessoa

** O poder e as benesses transmitem-se de pais para filhos.

 

 Luís Santiago

 

Sintra,  Setembro de 2013

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D