Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

DEVANEIOS

 

APOIO ÀS FAMÍLIAS DOS INCAPACITADOS E MORTOS EM SERVIÇO NACIONAL

 

 

É com o coração dilacerado e olhos a lacrimejar que ouvi na TV a notícia de vários mortos nos pavorosos incêndios ora assolando o país, de norte a sul. Acabam de morrer na flor da vida bombeiras, bombeiros e outros agentes de combate às labaredas que tudo consumiram - casas, hortas, quintas, herdades agro-pecuárias, empresas florestais e industriais – e deixaram as famílias dos sinistrados em completa miséria.

 

De ano para ano, os pavorosos e devastadores incêndios florestais são um lugar comum de calamidade nacional. Perante a angustiosa situação dos familiares desses sinistrados, não devemos ficar de braços cruzados sem um efectivo meio de garantir uma decente sobrevivência aos familiares dos incapacitados e dos que morreram para servir a Nação.

 

Se se verificar que o actual sistema de assistência do Estado aos familiares dos incapacitados e dos mortos nos pavorosos incêndios florestais, como ainda noutras calamitosas sinistralidades, não lhes garante uma satisfatória ajuda, estou certo de que o Governo, ouvindo os peritos na matéria, não deixará de preencher as lacunas onde necessário. Nunca é tarde para fazer as emendas para melhor.

 

Em nome da moral e da justiça, não será inoportuno ajudar eficazmente os sinistrados e os familiares carenciados dos que tombaram queimados...

 

Sem mais ambages, fica aqui minha opinião sobre o modo efectivo de apoiar quem tudo perdeu nos devastadores incêndios, ficando fisicamente incapacitado, bem como os familiares dos mortos em serviço nacional!

 

 

    Domingos José Soares Rebelo

Alcobaça, 28.08.2013

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D