Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011
SÍMBOLO @ (ARROBA)

 (*)

      
                 
     

Durante a Idade Média os livros eram escritos à mão pelos copistas.

Precursores dos taquígrafos, os copistas simplificavam o seu trabalho

substituindo letras, palavras e nomes próprios por símbolos, sinais e

abreviaturas. Não era por economia de esforço nem para o trabalho

ser mais rápido (tempo era o que não faltava, naquela época!). O

motivo era de ordem económica: tinta e papel eram valiosíssimos.

     

Assim, surgiu o til (~), para substituir o m ou n que nasalizava a vogal

anterior. Se reparar bem, verá que o til é um enezinho sobre a letra.

     

O nome espanhol Francisco, também grafado Phrancisco, foi abreviado

para Phco e Pco – o que explica, em Espanhol, o apelido Paco, comum

a quase todo o Francisco.

     

Ao citarem os santos, os copistas identificavam-nos por algum detalhe

significativo de suas vidas.

 

     

Já para substituir a palavra latina et (e), eles criaram um símbolo que

resulta do entrelaçamento dessas duas letras: o &, popularmente

conhecido como e comercial em Português, e ampersand,

em Inglês, junção de and (e, em Inglês), per se (por si, em Latim) e and.

     

E foi com esse mesmo recurso de entrelaçamento de letras que os

copistas criaram o símbolo @, para substituir a preposição latina ad,

que tinha, entre outros, o sentido de casa de.

     

Foram-se os copistas, veio a imprensa – mas os símbolos @ e &

continuaram firmes nos livros de contabilidade. O @ aparecia entre o

número de unidades da mercadoria e o preço. Por exemplo: o registro

contábil 10@£3 significava 10 unidades ao preço de 3 libras cada uma.

Nessa época, o símbolo @ significava, em Inglês, at (a ou em).

     

No século XIX, na Catalunha, o comércio e a indústria procuravam imitar

as práticas comerciais e contábeis dos ingleses. E, como os espanhóis

desconheciam o sentido que os ingleses davam ao símbolo @ (a ou em),

acharam que o símbolo devia ser uma unidade de peso. Para isso

contribuíram duas coincidências:

     

1 - A unidade de peso comum para os espanhóis na época era a arroba,

cuja inicial lembra a forma do símbolo;

     

2 - Os carregamentos desembarcados vinham frequentemente em

fardos de uma arroba. Por isso, os espanhóis interpretavam aquele

mesmo registo  de 10@£3 assim: dez arrobas custando 3 libras cada

uma. Então, o símbolo @ passou a ser usado por eles para designar

a arroba.

     

O termo arroba vem da palavra árabe ar-ruba, que significa a quarta

parte: uma arroba (15 kg, em números redondos) correspondia a ¼

de outra medida de origem árabe, o quintar, que originou o vocábulo

português quintal, medida de peso que equivale a 58,75 kg.

     

As máquinas de escrever, que começaram a ser comercializadas na sua

forma definitiva há dois séculos, mais precisamente em 1874, nos

Estados Unidos (Mark Twain foi o primeiro autor a apresentar os seus

originais dactilografados), trouxeram no teclado o símbolo @, mantido

no de seu sucessor, o computador.

     

Então, em 1972, ao criar o programa de correio electrónico (o e-mail),

Roy Tomlinson usou o símbolo @ (at), disponível no teclado dessa

máquina, entre o nome do usuário e o nome do provedor. E foi assim

que Fulano@Provedor X ficou significando Fulano no provedor

X.Fulano@Provedor X ficou significando Fulano no provedor X.

     

Na maioria dos idiomas, o símbolo @ recebeu o nome de alguma coisa

parecida com sua forma: em Italiano, chiocciola (caracol);

em Sueco, snabel (tromba de elefante);

em Holandês, apestaart (rabo de macaco).

 

Em alguns, tem o nome de certo doce de forma circular:

shtrudel, em iídisch;

strudel, em alemão;

pretzel, em vários outros idiomas europeus.

No nosso, manteve a denominação original: arroba.

     
É curioso que ainda se empregue no Algarve a expressão "à da"
(p. ex. «vou à da minha avó») tal como o proposição latina
@ad – indicativa de "a casa de     
     

 

     

Autor não identificado; recebido por e-mail

 

(*) http://www.google.pt/imgres?q=%40&um=1&hl=pt-PT&sa=N&biw=1024&bih=753&tbm=isch&tbnid=CCtTa1Vt-8v05M:&imgrefurl=http://www.colourbox.com/media/1473527&docid=wqsdNX1JLn6NqM&imgurl=http://www.colourbox.com/preview/1473527-518471-at-sign-symbol-of-computer-communication.jpg&w=480&h=320&ei=dsfPTpWfHovJswbnhcnTDA&zoom=1&iact=hc&vpx=628&vpy=339&dur=308&hovh=183&hovw=275&tx=145&ty=119&sig=108364103958560163334&page=12&tbnh=165&tbnw=207&start=156&ndsp=13&ved=1t:429,r:7,s:156

     

 


tags:

publicado por Henrique Salles da Fonseca às 16:41
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Henrique Salles da Fonseca a 25 de Novembro de 2011 às 18:34
RECEBIDO PELO FACEBOOK:

Lopo Maria Albuquerque gosta disto.


De Henrique Salles da Fonseca a 25 de Novembro de 2011 às 23:03
RECEBIDO POR E-MAIL:

Um texto didáctico com muito interesse, que destaca, dentre a formação de palavras e de símbolos e siglas nas línguas, no caso presente, este curioso símbolo da arroba - @ - que tem a ver com o faro comercial castelhano, e é tão aceitável como tromba do elefante, o formato do caracol, etc.
Berta Brás


De Henrique Salles da Fonseca a 25 de Novembro de 2011 às 23:07
Jose Pereira Leite gosta disto


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


25

26
27
28
29
30
31


artigos recentes

ROMANCE GRAMATICAL

A BORBOLETA BRANCA

O REMADOR É UM INCOMPETEN...

A LENDA DA MANI OCA

AS ÂNCORAS DE PORTUGAL

MAIS COSTA, MENOS COSTA…

SE A MINHA ILHA SOUBESSE…

QUANDO ME AMEI DE VERDADE

OS PAPALVOS E OS PAPÕES

A PRISÃO PORTUGUESA DE AN...

arquivos

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

tags

todas as tags

links
Contador

contador de visitas para site
blogs SAPO
subscrever feeds