Sábado, 16 de Janeiro de 2010
ISTAMBUL – 4

 

 
 
Fundador da Turquia moderna, Mustafá Kemal Paxá, Atatürk, nasceu em Selánik (Salónica, actualmente na Grécia) em data incerta na Primavera de 1881. De seu nome simplesmente Mustafá, foi o professor de matemática que lhe pôs Kemal como segundo nome (que significa "perfeição" ou "maturidade" em reconhecimento da sua excelência académica) e que ele adoptou como definitivo.
 
Logo na juventude optou pela carreira militar concluindo a formação em 1905 na Academia de Guerra, em Istambul, sendo de seguida enviado para Damasco (capital da actual Síria) como Tenente. Insatisfeito com o estilo de vida otomano, juntou-se a outros oficiais reformistas numa sociedade secreta intitulada “Pátria-Mãe e Liberdade”. Em 1907, já Capitão, foi transferido para Manastir (na actual República da Macedónia) onde aderiu ao “Comité para a União e o Progresso” cujos membros eram conhecidos como os «Jovens Turcos». Foram estes que em 1908 se revoltaram e tomaram o poder derrubando o Sultão Abdülhamid II. Mas o Império Otomano manteve-se apenas mudando a liderança do Sultão derrubado para o seu irmão Mehmet V que recebeu o poder das mãos dos revoltosos em 27 de Abril de 1909[1].
 
Em 1910 Mustafá Kemal participou em manobras militares que se realizaram em França e – muito influenciado por Pierre Loti – optou pela sua própria europeização; em 1911 foi enviado para a província otomana de Trablusgarp (actual Líbia) a fim de fazer frente à invasão italiana; em 1912 foi transferido para a frente búlgara; em 1914, como Adido Militar em Sofia, foi promovido a Tenente-coronel.
 
 
Esplanada do Café Pierre Loti em Istambul
 
Na Grande Guerra o Império Otomano alinhou com a Alemanha contra os Aliados e perdeu; os «Jovens Turcos» que efectivamente governavam – Cemal, Enver e Talat – fugiram num submarino alemão e o Império ficou à deriva. Mas entretanto, Mustafá Kemal foi o primeiro e único comandante militar de origem otomana que desde a época das Cruzadas derrotou (em Galipoli) um exército ocidental; tornou-se herói nacional e recebeu o título de Paxá ("Comandante"). Eis como o pequeno Mustafá viu o seu nome crescer para Mustafá Kemal Paxá.
 
 
Estátua de Mustafa Kemal sobre o campo de batalha de Galípoli, onde adquiriu reputação como comandante militar
 
Ainda durante a Grande Guerra, em 1917, foi comandar o 2º Exército no Cáucaso frente a uma ofensiva russa que pusera em perigo interesses estratégicos otomanos. Reconquistou essas posições mas qual não foi o seu espanto quando os Exércitos do Czar debandaram sem lhe darem grande luta – dera-se a revolução bolchevique. Tratou-se duma vitória real mas que Mustafá Kemal Paxá não levou a sério.
 
O Armistício encontrou-o na Campanha do Sinai e da Palestina no comando do 7º Exército face às forças do General britânico Allenby que acabara de derrotar o alemão von Sanders. A posição que defendeu tornou-se a linha de base para o Armistício de Mudros. A sua última missão para o Exército Otomano foi organizar a retirada das tropas que haviam sido deixadas ao sul desta linha.
 
Mustafá Kemal Paxá tornou-se um dos líderes do Partido Nacionalista Turco que tinha como objectivo a defesa dos territórios de língua turca nas zonas continentais do Império concordando com a retirada de todos os territórios onde a língua predominante não fosse o turco. No fim da guerra tinha 37 anos de idade e em Novembro de 1918 regressou a uma Istambul ocupada.
 
Em conformidade com os acordos de partilha do Império Otomano, as forças britânicas, italianas, francesas e gregas ocuparam a Anatólia mas foi a ocupação de Istambul, juntamente com a de Esmirna, que mobilizou o Movimento Nacional Turco e deu origem à Guerra de Independência Turca. Estava-se em 1919.
 
(continua)
 
Janeiro de 2010
 
 Henrique Salles da Fonseca
 
 
 
BIBLIOGRAFIA:
  • Wikipedia (Kemal Atatürk)
 


[1] - Governou até 1918, no final da Grande Guerra

tags:

publicado por Henrique Salles da Fonseca às 00:31
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Henrique Salles da Fonseca a 16 de Janeiro de 2010 às 08:54
RECEBIDO POR E-MAIL:

Dava para uma história à Tintin. Oxalá não tarde a continuação.
Berta Brás


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


artigos recentes

PERU – 4

PERU – 3

PERU – 2

PERU – 1

ESCRITORES ESQUECIDOS

LIDO COM INTERESSE - 19

LIDO COM INTERESSE – 73

ESTAREMOS TRAMADOS ENQUAN...

ÉTICA E INFINITO

ARENDT E MARX

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

tags

todas as tags

links
Contador

contador de visitas para site
blogs SAPO
subscrever feeds