Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009
TGV? Só em Portugal

 

 


Já nem a SNCF, a CP francesa, quer mais o TGV. Em Julho alterou a última e antiga encomenda da linha para Nice. No mais, cancelou o TGV, optou por 60 composições tipo light-fast-train, que chega aos 160km/h, e, o que é o mais importante, acelera e trava com rapidez.
 
O que importa numa viagem não é a velocidade máxima mas sim a média. Esta é ditada pela aceleração e pela travagem, pelo número de vezes que o comboio pára e pelas curvas.

A meta não é transportar 220 pessoas de um ponto a outro, o que o avião faz até por menos dinheiro. O objectivo é interligar os recursos de um país, espalhados pelas riquezas naturais e humanas das cidades situadas ao longo da via. É para potenciar estes recursos que se fazem obras púbicas.
 
Em Espanha, o cidadão que não usa a RAVE paga 1,1 mil milhões em subsídios para manter as linhas. A Inglaterra cancelou os planos do TGV entre Londres e Manchester. A própria Alstom já testou o AGV, similar ao Alfa, substituto do TGV. Desde 1998 o TGV tenta entrar na Austrália e não consegue. O mesmo na Suécia, Argentina, Brasil, EUA.

Por que não adoptar o que todos os países estão a fazer ferrovias mistas e Light-Alfa, que chega aos 250 km/h, pendular, mais baixo e moderno para passageiros; e carga em carruagens leves em high-strength-steel, nos horários entre os rápidos de passageiros e durante a noite. Se houver algum troço de linha com muitos comboios simultâneos, considerar a terceira via, como já se faz, por exemplo, na Suécia, por uns cinco quilómetros antes e após as grandes estações, para que os rápidos lá possam disparar, enquanto os lentos aceleram ou travam nos carris tradicionais. O moderno sistema de sinalização já o permite.
Querem meter goela abaixo o velho TGV em Portugal? É este o preço por termos um português na UE? Ler mais detalhes no livro "Como Sair da Crise".
 
 Jack Soifer
In OJE – 27 de Outubro de 2009


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 09:00
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Henrique Salles da Fonseca a 11 de Dezembro de 2009 às 09:09
RECEBIDO POR E-MAIL:

Obrigado por me teres mandado este mail, embora já soubesse do AGV. Isto vem de encontro ao que penso: um comboio que faça uma média de 150 – 160 kms/h serve perfeitamente para fazer a ligação a Madrid e qualquer outra cidade espanhola. O problema está em que os espanhois estão a fazer (em bitola europeia) a rede nova de alta velocidade (nalgumas linhas apenas velocidade elevada, condizente com o AGV), e obrigam-nos a ter de construir novas linhas. Não interessa: uma solução AGV é sempre mais barata que a TGV, e seria para aí que a RAVE deveria fazer incidir os seus estudos prévios. Mas sabes como é: o lobbie montado (inclusive na RAVE) está virado para o TGV, e deve ser muito difícil mudar “decisões”.

Um abraço

Miguel Alegro de Magalhães




De Henrique Salles da Fonseca a 12 de Dezembro de 2009 às 08:35
Creio que a construção de linhas para o TGV devia ser proibida em Portugal. Sobretudo com o traçado madridocêntrico que se lhe destina.
Confirmada esta minha posição, tenho, contudo, que tentar desmistificar uma matéria que me parece absurda. Refiro-me à questão das bitolas europeia e ibérica. A bitola (distância estre carris) é na Europa de 1435 mm e na Península de 1668 mm. Ou seja, entre as duas há uma diferença de 233 mm sem que o perfil dos carris seja diferente.
Então qual é o problema de se instalar um terceiro carril em paralelo com um dos que já existem e assim dar passagem a todos os comboios? Ou será o lobby das obras caras que quer construir novas vias?
Ou me explicam ou sou levado a admitir que a ladroagem é muito maior do que o admissível.


De Jack Soifer a 21 de Dezembro de 2009 às 23:12
A própria Espanha deverá trocar, para as ligações com França a bitola para a Europeia. Quer nos enfiar goela abaixo a sua tecnologia, e retirar outros da concorrencia.
O Light-Alfa, pendular, permite menos corte nas serra e pontes mais leves,o q não interessa ao lóbi do betão.
Para carga e passageiros as subidas não podem ser tão íngremes como só passageiros.
As modernas carruagens para carga são em High Strength Steel, muito mais leves, e permitem OU carris mais baixos e menos pesados e assim pontes mais leves OU mais carga nas carruagens.
Se a DGV seguisse as Leis da UE, TIR com produtos químicos perigosos, como o que se aidentou em Leiria e causou danos quase irreversíveis àquela natureza,
não transitariam em estradas, só em ferrovias. É esta carga q dá mais lucro às CPs e REFERs da UE.
O transporte de pax não dá lucro e todos os TGVs dão prejuízo, consoante estudos publicados pela DB na Alemanha, Riksrevisionsverket da Suécia e o Trib. de Contas de França.


De Henrique Salles da Fonseca a 11 de Dezembro de 2009 às 22:19
RECEBIDO POR E-MAIL:

É claro que os povos da inteligência, que sabem de economias e trabalham para ganhar dinheiro e sustentar as famílias e o país, recuam nas megalomanias quando acham que o devem fazer. Nós, que vivemos do suor do rosto desses, não temos escrúpulo em alienar o suor dos nossos filhos futuramente, deixando-lhes o T.G.V. para pagarem... ou mandarem para a sucata dos grandes sucateiros da altura. Porque será que os que podem mandar não lêem textos como este?
Berta Brás


De Henrique Salles da Fonseca a 11 de Dezembro de 2009 às 22:24
Eles ler, até são capazes de ler mas como são culturalmente inseguros e se prendem a outras motivações, abstraem da racionalidade e trilham vias de estranha bitola que o Contribuinte não entende.
Cada vez me convenço mais de que este Governo NÃO tem condições para cumprir a Legislatura.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


artigos recentes

LIDO COM INTERESSE - 11

ADEUS

CRIAR TRABALHO: O AMBICIO...

O CULTO AO ESPÍRITO SANTO...

(IR)RACIONALIDADE TRUMPIS...

MEDO OU FOBIA

DEPOIS DO…

DONALD TRUMP – 3

DONALD TRUMP - 2

DONALD TRUMP - 1

arquivos

Agosto 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

tags

todas as tags

links
Contador

contador de visitas para site
blogs SAPO
subscrever feeds