Domingo, 29 de Novembro de 2009
LUSOFONIA – 4

 

 UM CONVITE AO SIGNIFICADO
 
A DIÁSPORA
 
Chegados às arribas, eis o limite inultrapassável. E como já não havia fuga possível, começaram os problemas de meter num pequeno espaço tanto fervilhar de vontades inquietas.
 
Alcandorados entretanto uns quantos à tarefa do mando, cumpriu a cada um garantir a sobrevivência do seu próprio feudo daí resultando na época medieval uma nobreza turbulenta mas entretida com a reconquista cristã. Mas quando em 1249 cai o último reduto árabe do Algarve, Silves, Portugal assume o actual território continental e ficam os irrequietos sem mais com que se entreter do que com quezílias intestinas.

Se a esta inquietude somarmos um clero de duvidosa formação doutrinária e moralmente desleixado, não encontramos motivos para deixar de compreender que tanto os camponeses como os pescadores fossem laboriosos à custa do embrutecimento a que foram remetidos por quem assim os queria para não levantarem ainda mais problemas do que os que já existiam.
 
Como muito mais tarde viria a dizer Eça de Queiroz, a esta mole ignara somava-se uma população urbana de artesãos e servos que constituía uma «plebe beata, suja e feroz». E esta população urbana abandonara os campos em fuga da miséria ou a caminho do anonimato na escuridão de becos e azinhagas já que dois terços do solo português não têm qualquer vocação agrícola por serem esqueléticos, rochosos ou escarpados. E se a esta realidade somarmos um tenebroso regime pluviométrico de seca e enxurrada, bem se compreende que a escassa população medieval do Reino – um milhão, no máximo – era excessiva para a exploração das riquezas naturais do território.
 
Com permanente borbulhar de mentes inquietas em cenário de miséria interna e acossado pelo vizinho que não lhe perdoa a autonomia, Portugal só descobre então uma hipótese de sobrevivência: a conquista de além-mar.
 
Assim chegámos ao século XV.
 
Eis-nos de novo em tal situação neste início do XXI.
 
Sim, também hoje temos na diáspora o preço a pagar pelo Centro.
 
 
Bragança, 5 de Outubro de 2007 – VI Encontro da Lusofonia
 
 
 Henrique Salles da Fonseca

tags:

publicado por Henrique Salles da Fonseca às 10:57
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Henrique Salles da Fonseca a 29 de Novembro de 2009 às 18:12
RECEBIDO POR E-MAIL:

O preço a pagar pelo centro? Sim, um preço de despojamento da nossa dignidade. Porque nos mantivemos atrasados, enquanto outros povos até conquistaram terreno ao mar. Mas pode ser que com os moinhos de vento, conquistemos muito vento útil. Para já, até somos os primeiros no brinquedo magalhães. Afinal, sempre fomos brincalhões, mau grado a gesta heróica a que se seguiu a gesta anti. Berta Brás


De Henrique Salles da Fonseca a 29 de Novembro de 2009 às 19:02
RECEBIDO POR E-MAIL:

Conteúdo riquíssimo para todos nós, elistas.
Dá-nos a condição de nos adentrarmos na literatura, na vida cidadã - vida em sociedade.
Você cumpre um importantíssimo papel de divulgar o que é fundamental à vida elista.
Parabéns!
Maria Inês Botelho
Presidenta Internacional do Elos


De Adriano Lima a 29 de Novembro de 2009 às 23:06
Bem vista a análise do cenário objectivo e material que levou à evasão para o mar oceano dentro, à procura da fortuna que a terra mãe negava. Mas quando vemos que as elites sociais foram o que foram e malbarataram as vantagens da pimenta e do ouro, entregando-os de mão beijada aos bandidos da história e contentando-se com a contrapartida do ilusório e do transitório, percebemos que vem daí, desses tempos remotos, a causa dos nossos problemas estruturais e de desenvolvimento. E insistimos em não aprender com a História, continuando insubmissos, agora não perante os Romanos ou Castela, mas perante valores nacionais que nos deviam unir para os desafios do progresso.






Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

21
24
25
26

27
28
29
30
31


artigos recentes

LIDO COM INTERESSE – 11 A

ADESÃO DA GUINÉ-EQUATORIA...

«GRANA PADANO»

17 HOSPITAIS NA ROTA DA Í...

LIDO COM INTERESSE - 11

CRIAR TRABALHO: O AMBICIO...

O CULTO AO ESPÍRITO SANTO...

(IR)RACIONALIDADE TRUMPIS...

MEDO OU FOBIA

DEPOIS DO…

arquivos

Agosto 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

tags

todas as tags

links
Contador

contador de visitas para site
blogs SAPO
subscrever feeds