Quarta-feira, 30 de Novembro de 2005
Centros Comerciais fazem as delícias dos portugueses. . .
CC.jpg
. . . e a desgraça de Portugal


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 14:20
link do post | comentar | favorito
|

CURTINHAS SOBRE A NOSSA ECONOMIA – 1
A VOL D’OISEAU

(Os diagnósticos sobre o estado da economia portuguesa enchem páginas e páginas de brilhante prosa. Mas será que não se pode resumir tudo isso em duas ou três frases esclarecedoras, que qualquer um, por mais desinteressado, entenderá sem dificuldade?)

 Nós, portugueses, exigimos emprego, mas sonhamos com bens (e serviços) que não está ao nosso alcance produzir (ou prestar) – e, não obstante, temos tido dinheiro para comprá-los
 Nós, portugueses, queremos ganhar como europeus, mas, se houver por aí bens (e serviços) a preços chineses, corremos a comprá-los – e o dinheiro para isso não nos tem faltado
 Nós, portugueses, ainda nos custa a crer que a regra do jogo seja só esta: ganhar a vida consiste em ter para oferecer algo que outros apreciem e estejam na disposição de pagar por isso bom dinheiro - mas não é que tem havido tanta gente interessada em adquirir o nosso endividamento, que oferecemos, aliás, de boa vontade e sem nenhum esforço?

A.PALHINHA MACHADO


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 14:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2005
...
"Ordinariamente, todos os ministros são inteligentes, escrevem bem, discursam com cortesia e pura dicção, vão a faustosas inaugurações e são excelentes convivas. Porém, são nulos a resolver crises. Não têm a austeridade, nem a concepção, nem o instinto político, nem a experiência que faz o estadista. É assim que há muito tempo em Portugal são regidos os destinos políticos. Política de acaso, política de compadrio, política de expediente. País governado ao acaso, governado por vaidades e por interesses, por especulação e corrupção, por privilégio e influência de camarilha, será possível conservar a sua independência?"

(Eça de Queiroz, 1867 in "O distrito de Évora")


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 22:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 27 de Novembro de 2005
Inácio Rebelo de Andrade escreve sobre . . .
Huambo.jpg
. . . o que Angola podia ter sido


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 15:08
link do post | comentar | favorito
|

Crónica do Brasil - 2
"Na babugem do êxodo"
Um livro de Inácio Rebelo de Andrade
Editora Vega – Lisboa 2005

Em sub-título está indicado que se trata de um romance. Não vou dizer que seja mentira – jamais me atreveria a contradizer o autor ou até autoridades em literatura. Este livro do Inácio Rebelo de Andrade é, não um romance, mas um muito valioso documento histórico.
Escrito sem pretensões literárias, que só o valoriza, texto simples, pode até chamar-se-lhe de modesto, claro, directo, tem nessa sua simplicidade grande parte do seu interesse.
O restante vem, como seria de esperar, pelas descrições que faz, com pequeninos e incríveis detalhes que, para quem viveu situações semelhantes, as revive com um colorido tão natural que chegam a impressionar, e pela clareza com que nos mostra o que foi o fim de uma época.
Ali estão os corredores estreitos dos navios passageiros, aquele cheiro perturbador misto de tinta e comida, os menus em cima das mesas, os detalhes das paragens no Funchal e S.Tomé, a viagem na “carrinha” até ao Longonjo, a vida nas casas comerciais do “mato”, os nomes das ruas e lojas de Nova Lisboa e, por fim, o desmoronar de tantas vidas construídas com um imenso e sempre jovem entusiasmo e dedicação, em cima do absentismo e ignorância política duma metrópole longínqua, cega, surda e gananciosa.
O entusiasmo e a vontade de crescer e transformar um “mato” num país, conseguiram enganar os olhos aos que queriam ignorar o óbvio: o fim desastroso de todos os lugares em África, com uma rara excepção, para a África do Sul anos mais tarde, que o deve a um dos maiores líderes mundiais do século XX, Nelson Mandela.
Sem dúvida que este livro é um precioso documento para a história daquele lugar a que hoje eufemisticamente se chama de Huambo, porque nada quase existe do que foi uma cidade trabalhadora, bonita, agradável, limpa e em constante progresso.
Completam o “documento histórico” as referências a leis, decretos e nomes de indivíduos que ocuparam em Angola lugares de responsabilidade, sempre relativa, porque a falta de liberdade não lhes permitia, mesmo que tivessem querido, proceder de modo diferente.
Obrigado ao Inácio por nos deixar um retrato tão vivo e autêntico daquela época, daquele lugar e das gentes de viveram e sofreram para serem de repente jogadas no lixo da política ignorante e incapaz.
Obrigado ainda por se ter abstido de pretenciosidades pseudo literárias, onde a maioria de outros que procuram debruçar-se sobre o mesmo tema, acabam se perdendo nas palavras em prejuízo da visão e da vivência.
Só não posso agradecer o ter terminado a sua leitura tão rapidamente. O livro com mais de trezentas e cinquenta páginas... de repente acaba, porque se lê de um só fôlego! Queria mais!

Rio de Janeiro, 27 Nov. 05

Francisco G. de Amorim


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 14:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 25 de Novembro de 2005
Franklin Roosevelt
Roosevelt.jpg
"Um político pensa na próxima eleição, um estadista na próxima geração"


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 22:46
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Sábado, 19 de Novembro de 2005
Goa quer voltar a . . .
Goa.jpg
. . . falar português


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 10:55
link do post | comentar | favorito
|

REFORÇO DA LUSOFONIA – 2

A Delegação em Goa da “Fundação Cidade de Lisboa” pretende apoiar grupos de conversação em língua portuguesa constituídos por antigos alunos dos cursos de português ministrados em Panjim e Margão.

Os grupos serão constituídos por um máximo de 10 pessoas, funcionarão durante cerca de 6 semanas e deverão ser orientados por monitora em regime de voluntariado.

Aquela Instituição pretende obter a colaboração de voluntária portuguesa, de preferência com licenciatura de nível superior, que se proponha monitorar os referidos grupos de conversação.

Viagens aéreas de ida e volta, custos de permanência e “dinheiro de bolso” assegurados.

Para mais informações, contactar:

Dr. Jorge Renato Fernandes
Tel: 00 91 0832 2226398
163-Campal
Panjim 403001
Goa – Índia
drjorge75@hotmail.com



publicado por Henrique Salles da Fonseca às 10:50
link do post | comentar | favorito
|

Universidade Lusíada de Angola . . .
Luanda.jpg
. . . precisa de professores.


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 10:41
link do post | comentar | favorito
|

REFORÇO DA LUSOFONIA – 1

A Universidade Lusíada de Angola pretende admitir professores para as seguintes áreas:

 Relações Internacionais
 Informática
 Recursos Humanos
 Psicologia.

Os eventuais interessados deverão contactar:
Dr. Nuno Junça
Universidade Lusíada de Angola
Tel: 00-244-222 370 298; 00-244-222 370 346
Fax: 00-244-222 370 346


publicado por Henrique Salles da Fonseca às 09:50
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
14
15

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


artigos recentes

LIDO COM INTERESSE - 19

LIDO COM INTERESSE – 73

ESTAREMOS TRAMADOS ENQUAN...

ÉTICA E INFINITO

ARENDT E MARX

PELA ROTA DA ÍNDIA

ONTOLOGIA E ÉTICA

LIDO COM INTERESSE – 72

LIDO COM INTERESSE – 17

AS MEDALHAS QUE NÃO TIVE

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

tags

todas as tags

links
Contador

contador de visitas para site
blogs SAPO
subscrever feeds